Terça-feira, 13 de Junho de 2006

Lingua e Cultura nos meados do sec. XX(2)

 

(Continuação)

Asado- Cântaro de barro com duas asas, de boca larga, destinado a guardar a água de beber e os mais pequenos para conservar o leite, para coalhar o queijo e guardar, em azeite, os queijos depois de secos e os chouriços depois de fumados. Sobre o asado da água costuma estar um pratinho chamado texto e sobre este um púcaro Qualquer pote de barro munido de duas asas laterais verticais.

Aselha- Diminutivo de asa. Presilha de fita ou cordel. Pequena asa de cesta ou de ceira. Pessoa desajeitada, desastrada.

Assadeira- Utensílio em arame destinado a assar sardinhas, carapaus e até enchidos.

Assado- Processo de cozedura de um alimento em que se utiliza a acção directa ou indirecta do fogo, normalmente sem a ajuda de um líquido.

Assador- Recipiente para assar. Espécie de panela de barro, baixa, com asas e buracos para assar castanhas

Assalhão- Pedaços de carne de porco fevrada assada no dia da desmancha.

Assedar- Limpar o linho nos sedeiros*.

Assento- Objecto ou sítio em que as pessoas se assentam; banco, cadeira, poial, sofá, ...

Assobio- Pequeno instrumento para assobiar. Som agudo expelido dos lábios.

Assoprador- Cana curta com que assopra o lume da lareira, para o atiçar. Canudo*.

Astrever- O mesmo que atrever.

Atabafar- Abafar. Respirar com dificuldade.

Atafal- do ár. athafar, Cinta larga, franjada, que prende dos lados da sela ou albarda, passa debaixo da cauda da besta e serve de retranca*.

Atafegar- Abafar. Sufocar. Apertar. Atefegar.

Atafona- do ár. at-tãhuna= moinho, Engenho de moer grão, movido manualmente ou por cavalgaduras. Azenha*.

Atafulhar- Meter à força. Empanturrar-se.

Atamancar- Consertar ou remendar mal e à pressa. Renediar.

Atanaz- Corruptela de tenaz. Instrumento de ferro, em forma de tesoura, utilizado para agarrar as brasas da fogueira e atiçar o lume

Atarracar- do ár. tarraka=martelar, Preparar, martelando, os cravos e a ferradura, para a colocar no casco. Apertar muito, arrochar.

Atarraxar- Apertar com tarraxa. Aparafusar.

Atascado- Metido em lama ou substância mole, peganhenta.

Atefegar- Forma popular de atafegar. Abafar, sufocar.

Atilho- Qualquer fitinha para atar: cordel, barbante, nastro, cardaço, atacador, cordão, guita, ... .

Atolado- Atoleimado. Metido em atoleiro*.

Atoleiro- Lodaçal. Terreno pantanoso. Lamaceiro. Lamaçal

Atravancar- Estorvar, empecilhar, encher.

Atravanco- Empecilho, estorvo, embaraço. De atravancar*.

Atulhado- Completamento cheio; em que já não pode caber mais. Cheio, repleto.

Áugua- Corruptela de água.

Auguados- Que tem água em excesso. Aguados.

Avantesma- Fantasma. Almas penadas.

Ave- Vertebrado ovíparo, de sangue quente, respiração pulmonar, com bico desdentado e corpo coberto de penas. As aves mais comuns, na região, até 1950: alvéola, andorinha, calhandra, carricinha, cartaxo, cotovia, gaio, pintassilgo, melro preto, pardal, pisco-de-peito ruivo, pisco-ferreiro, galeguito, passareta(felosa das figueiras?), rabeta, rouxinol, tentilhão, tordo, toutinegra, verdelhão, .guarda-rio, tordo, felosa, rouxinol, estorninho, pintarroxo, poupa, abelharuco, andorinha, toutinegra, moscanho, migengra(chapim), picanço, corvo, galinhola, perdiz, narceja, codorniz, rola, pombo bravo, milheirita, peneireiro, grifo, águia, sentieira, mocho, coruja, ... .

Aveia- Avena sativa,L, Planta gramínea que constitui em verde uma excelente forragem para o gado. Quando cozida com vinagre, em cataplasmas quente, serve de analgésico em pontadas e cólicas. o grão dessa semente.

Avelar- Engelhar, enrugar por ter secado a casca.

Avenca- Planta, espontânea, polipodiácea medicinal também chamada capilária. Cresce em lugares húmidos designadamente nas paredes interiores dos poços. Na medicina popular usa-se para combater as anginas, a bronquite, a tosse e queda de cabelo.

Avental- Peça de pano, de couro ou outro material que as pessoas ocupadas em certos trabalhos põem diante do fato para o resguardar.

Aventar- Deitar ou atirar fora algo. Ventilar. Agitar ou atirar ao ar para limpar(cereais).

Avezado- Que tem vezo*, habituado, acostumado.

Avezar- Habituar, acostumar. Quando se lembra uma alma do outro mundo, deve rezar-se-lhe um Padre-Nosso e dizer: Toma lá este, mas não é para avezar.

Avoar- Voar.

Avrajar- O mesmo que varejar*. Uma maneira de apanhar a azeitona que se faz com a ajuda de varas compridas e delgadas,  feitas de oliveira, castanho ou eucalipto.

Axe-ou aixe, Pequeno ferimento ou dor.

Azar- Má sorte, infelicidade, infortúnio.

Azebre- Substância verde que se forma na superfície dos objectos de cobre exposto ao ar húmido. Verdete. Zebre.

Azeda- Género de plantas herbáceas, da família das poligonáceas, de gosto ácido, com propriedades refrescantes, depurativas e diuréticas. Provoca diarreia no gado.

Azedar- Tornar azedo, amargo, estragar.

Azeitar- Temperar com azeite, deitar azeite em algo.

Azeite- do ár. azzeit, Substância líquida e gordurosa que se extrai da azeitona* que se emprega na alimentação, na iluminação, na lubrificação, farmácia, ... . Estar com os azeites: estar mal humorado, irritado.

Azeitona- do ár. azzeituna, Fruto da oliveira* donde se extrai o azeite. A sua colheita era normalmente feita por ranchos constituídos por homens e mulhres, muitos deles vindo de fora da terras, da zona do pinhal. . Guardada-se em banhos, potes e talhas de barro Dar boa funda: Significa que a azeitona deu muito azeite, por exemplo, um alqueire(20 litros) dar 2 ou mais litros. Azeitonas sapateiras: Azeitonas de conserva que foram mal preparadas ou são velhas e têm gosto e cheiro a sola.

Azeitoneira- Prato ou travessa em que se servem as azeitonas.

Azêmola- do ár. azzâmmila, Besta de carga, cavalgadura. Pessoa estúpida, sem préstimo.

Azêmala.

Azenha- Moinho hidráulico que em vez de rodízio* tem uma roda pela parte de fora, sobre a qual cai a água que lhe dá movimento ... . É de origem árabe e emprega-se na moenda de cereais, azeitona, impulsionado pelas águas dos rios, ribeiras, elevadas por meio de açudes, represas, ... . ( Portugal-Diccionario,Histórico, ... ; II, 1909, 31). Acenha: Corruptela de azenha.

Azenha Nova- Lugar habitado da freguesia de Mouriscas.

Azevinho- Plantas arbustiva cujas folhas apresentam espinhos.

Aziago- Dia de infelicidade, que traz desgraça. Nefasto.

Ázimo- Diz-se do pão sem fermento. Azedo.

Azinheira, azinheiro ou azinho- Árvore ou arbusto da família das cupulíferas, espontânea ou cultivada em todo o país, cujo o fruto é a bolota.

Pesquisa e Texto de : Carlos Bento, Etnólogo e Prof. Universitário.

(Continua)

publicado por casaspretas às 18:41
link do post | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Linguagem e Cultura nos m...

. Linguagem e Cultura nos m...

. Linguagem e Cultura nos m...

. Linguagem e Cultura nos m...

. Lingua e Cultura nos mead...

. Lingua e Cultura nos mead...

. Lingua e Cultura nos mead...

. Língua e Cultura nos mead...

. Língua e Cultura nos mead...

. Lingua e Cultura nos mead...

.arquivos

. Março 2008

. Novembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Outubro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds